Inferno Astral

Sim, meu aniversário está chegando. E não é um aniversário qualquer. É hora de virar o calendário, avançar à próxima casa numérica, subir de andar, enfim, sair dos meus maravilhosos e inesquecíveis 20 anos. São os 30 que se aproximam, e com eles um inferno astral bem caprichado. Fase maldosa que posso dizer que predominou em boa parte do ano. 2010 é um número belo, quase sonoro, soa tão bonito que parecia representar um ano de flores constantes e lindos acontecimentos. E eles estiveram presentes, como o espetacular casamento do meu avô, as divertidas viagens que fiz, as deliciosas companhias, amor, família e amizades. Se mostrou uma bonita entrada para os 30 anos, eu pensei. Mas essa foi a parte boa, e nem só de alegrias se encerra uma década.

É como se a minha mente já estivesse se preparando psicologicamente (óbvio) para entrar nessa etapa, agora definitivamente adulta. E não se pode cruzar uma linha tão importante sem passar por uma provação interna. Porque quando ainda se tem 20 e poucos ou até 20 e tantos anos, temos desculpas pra tudo. Para fazer burradas, para encher a cara, para não ter trabalho fixo, para beijar quem quiser, para fazer faculdade que não se gosta, para terminar e emendar namoros um no outro. Tudo bem, mas meus 20 anos não foram só de maluquices. Tive principalmente dois frutos muito especiais dessa década, dos quais me orgulho muito: minha filha e meu livro (e porque não mencionar também a árvore, um belo ipê amarelo que plantei em São Francisco Xavier?) Pelo jeito já matei os 3 “coelhos da vida” em uma década só, o que me deixa livre e inspirada para começar os 30 anos cheia de energia e novos objetivos.

Estou contando os dias para me “desamarrar” da bruxa que se atracou à mim nos últimos tempos, me fazendo ter que agir de forma bizarra, necessitando ir desde a delegacia fazer um BO até tendo a difícil tarefa de enterrar minha gata de 16 anos. Isso sem contar o feriado que passei no hotel mais lindo da minha vida, brigando noite e dia. Minha filha ficou doente duas vezes no último mês, meu carro estorou uma peça que eu não sei o nome, e  o conserto me levou o pagamento de duas oficinas do Onibus Biblioteca. Fui parar no hospital, minha tia adoeceu, discuti com várias pessoas da minha família, e pra completar este é o mês de outubro mais frio dos últimos anos, onde só chove sem parar aos finais de semana (durante a semana abre um mormaço friorento e sem graça). Nem o sol quis aparecer por aqui para animar as coisas. Pra fechar com chave de ouro, agora é também o mês das bruxas e meu aniversário cai numa segunda-feira!

Mas o olhar pra frente é o que nos tira do lamaçal atual. Espero de coração que esses 5 dias restantes sejam bem tranquilos, e que eu consiga projetar todas as adversidades como impulso para realizações futuras. Não se trata somente de um olhar positivo sobre a vida, o que, é claro, reduz tremendamente as adversidades. Trata-se de enfrentar o ciclo de vida individual que está sendo processado. Um ciclo mais difícil também se aplica a um ciclo cheio de oportunidades que pode surgir por aí no mundo pós-aniversário, tornando tudo mais claro e a gente muito mais feliz. A despeito do inferno astral. Que de uma forma ou outra, vai ficar para trás. Dia 18, te aguardo ansiosamente!

Anúncios

Um comentário em “Inferno Astral

  1. Ju!!
    Que texto bem escrito, e que reflete com muita clareza o que vc está passando!! Tenha certeza que as coisas nunca ficam do mesmo jeito, e que com certeza vão melhorar daqui pra frente…
    Como vc fez neste texto, quando estiver tudo mal, pense nas coisas boas que também aconteceram e aí tudo fica um pouco mais leve!
    Stor Puss
    Mamma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s