Histórias de Sextas 13

13 de abril de 2029  – Nessa sexta-feira futura, daqui há 19 anos,o asteroide 2004 MN4, apelidado de Apophis (o Destruidor, em gego), terá 1 chance em 60 de atingir o planeta Terra. Esse fato foi calculado pela Nasa em 2004. Baseado em estudos sobre o brilho do asteróide no vácuo, os astrónomos calcularam seu tamanho entre 320 e 415 m, e no caso de colisão, sua velocidade, composição e ângulo de entrada na atmosfera seriam suficientes para provocar uma explosão equivalente a 880 megatons de TNT num impacto direto, o que representa 114.000 vezes a energia desprendida pela bomba atómica de Hiroshima.

13 de agosto de 2010 – Avião da Ocean Air cai dentro da Baia de Guanabara, ao tentar fazer um pouso de emergência no aeroporto Santos Dumont. Toda tripulação se salvou, e não haviam passageiros.

13 de fevereiro de 2009 – Acidente com avião da Continental Airlines mata 49 pessoas em NY. Um Dash Q400 Bombardier operado pela Colgan Airways para a companhia aérea Continental, transportava 44 passageiros e quatro tripulantes e caiu sobre uma casa. Autoridades locais confirmaram a morte de uma pessoa em terra também.

13 de outubro de 1972 – Um avião Fairchild da Força Aérea Uruguaia espatifou-se contra os Andes. Vinte pessoas morreram no momento do acidente.  Após a suspensão das buscas ocorreu uma avalanche que matou outros oito passageiros. Nos dias seguintes, outros três morreram por causa dos ferimentos sofridos e o enfraquecimento por falta de alimentos. Durante o período que estiverem presos nas montanhas geladas, os sobreviventes alimentaram-se da carne dos mortos. Sessenta dias depois da queda do avião, Roberto Canessa e Fernando Parrado, dois dos 16 sobreviventes, começaram uma caminhada para tentar chegar a alguma região habitadas e depois de dez dias encontraram Sergio Catalán, camponês que morava na base dos Andes, que alertou as autoridades, que salvaram o restante do grupo.

13 de abril de 1970 – Nessa data, a expedição Apollo 13 foi abortada após uma explosão em um dos tanques de oxigênio.

13 de dezembro de 1968 – O governo militar decretou o AI-5, que, entre outras medidas, suspendeu direitos e garantias políticas e ampliava os poderes dados aos militares durante a Ditadura.

13 de agosto de 1961 – Início da construção do Muro de Berlim, e consequentemente de uma das maiores segregações da história mundial.

13 de junho de 1957 –  Conta a história que o garoto Jason morreu nesse dia, quando era apenas uma criança. Ele afogou-se num lago por incompetência dos conselheiros de um acampamento, que não estavam atentos às crianças. Ninguém nunca conseguiu encontrar seu corpo. Essa história deu origem à sequencia de filmes Sexta-Feira 13, grande sucesso dos cinemas.

13 de agosto de 1952 – Queda de um avião em Goiás, 24 pessoas morreram.

13 de fevereiro de 1939 – O pior incêndio de florestas na história da Austrália ocorreu nesse dia, onde aproximadamente 20 mil quilômetros de terra foram queimados e 71 pessoas morreram.

13 de março de 1921 – Meu avô nasceu nesse dia. Uma sexta-feira que não trouxe azar, pois ano que vem ele completa 90 anos.

13 de outubro de 1307  – Um dia fatal para a Ordem dos Templários, composta por monges dos tempos das Cruzadas. Lembrada supersticiosamente como a azarenta ‘Sexta-feira 13’, ao fim da tarde desse dia, agentes do rei Filipe IV atacaram, acusaram e prenderam Templários por toda a França. Jacques DeMolay foi um deles, e enquanto era exibido no exterior da catedral de Notre-Dame em Paris para ouvir a sua sentença de prisão perpétua, DeMolay proferiu uma dramática declaração: ” Eu admiti de fato que a Ordem era culpada. Mas unicamente assim agi para evitar contra mim as terríveis torturas — a vida foi-me oferecida, mas pelo preço da infâmia. Por este preço, a vida não vale a pena ser vivida.” Como publicamente retratou a sua confissão, Jacques DeMolay, o último de 22 Grandes Mestres da Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e Templo de Salomão, foi queimado vivo em Paris. E enquanto expirava, amaldiçoou o rei Francês e o Papa. Disse que no prazo de um ano seriam chamados a prestar contas pela perseguição. Apenas um mês depois, o Papa Clemente V faleceu, aparentemente de causas naturais. Em novembro do mesmo ano, Filipe IV morreu também num acidente a cavalo enquanto caçava. Teriam assim os Templários poderes ocultos? Teria realmente efeito a praga DeMolay?

Será que um feitiço lançado há mais de setecentos anos pode ter influências sobre as nossas sextas-feiras de hoje em dia? Você tem medo dessas coincidências? Triscaidecafobia é um medo irracional e incomum do número 13. O medo específico da sexta-feira 13 é chamado de parascavedecatriafobia, ou ainda frigatriscaidecafobia, nome originário da escandinava Friga, deusa da beleza e do amor. Quando as tribos nórdicas e alemãs se converteram ao cristianismo, Friga foi transformada em bruxa. Como vingança, ela passou a se reunir todas as sextas com outras 11 bruxas e o demônio, e os 13 ficavam rogando pragas aos humanos. Da Escandinávia, a superstição espalhou-se pela Europa.

Taí, Friga é um bom nome para uma gata preta. Por falar em gatos pretos, hoje o Costela e o Crocat estavam impossíveis na hora do almoço, miando muito. Presságios de uma sexta-feira 13? Ou simplesmente vontade de ganhar um teco da refeição?

Um comentário em “Histórias de Sextas 13

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s